quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Apagão de liderança em Brasília

O assunto da noite, que se arrastou pela madrugada, foi o apagão elétrico nacional, ainda sem causa identificada.

Pesa-me lembrar que o pior apagão no Brasil não é o de energia elétrica. O pior apagão é o apagão ético. O apagão moral. E, nestes momentos é preciso constatar, o apagão de lideranças em Brasília.

Um presidente com um mínimo senso de responsabilidade teria dado entrevista ao vivo pelo menos ao Jornal da Globo. Teria chamado a responsabilidade para si, dando pessoalmente satisfações aos brasileiros, ainda que não tivesse respostas técnicas para dar.

Mas e quem esperaria isso de Lula? Quem esperaria isso do presidente que em 7 anos de governo não desceu do palanque um único dia? Tudo o que Lula sabe fazer é campanha. Não tem tempo para governar. Ademais, faz parte do trabalho do Ministério da Propaganda e Teflonação de Lula afastá-lo de toda e qualquer notícia ruim. Os subalternos é que são obrigados a receber os tomates do público, como se não estivessem nos cargos que ocupam por uma escolha política do presidente.

Escrevo isso porque no início da madrugada, na internet, vi mostras daquilo que deveríamos esperar de uma autoridade política. Antenadíssimo pelo Twitter, o governador (carinhosamente "govs" - by Marcelo Tas) José Serra postou o seguinte:

Sobre o apagão em grande parte do país: esta foi a primeira vez na história que todas as máquinas de Itaipu pararam.

Aqui em São Paulo, acionamos um esquema de emergência de todo o sistema de energia do estado, a partir do grupo Cesp/Henri Borden.

As usinas de Jupiá e Ilha Solteira e as 8 geradoras do Tietê trabalham em conjunto com a Cia. de Transmissão de Energia Elétrica Paulista.

A informação é de que a energia começa a voltar em algumas regiões do estado - ABC e Baixada Santista - e em muitos bairros da Capital.

Tb estou usando o twitter p/ monitorar a situação e manter contato. Segundo a PM, não houve distúrbios graves e o 190 funcionou normalmente.

Viva! RT @andregraziano Viva o Twitter! O @joseserra_ fala com a Jovem Pan agora. Respondeu ao nosso chamado. Jovem Pan AM e FM em cadeia.

Para quem não ouviu ou não é de São Paulo, entrevista à Rádio Jovem Pan: http://migre.me/bfio

Serra sabe que o apagão não é responsabilidade sua (o problema foi nacional, né?). E mesmo assim corre deliberar e dar satisfação às pessoas, porque considera que a população deve ser preservada, não importando se a causa do apagão é da competência de A, B ou C.

Não bastasse o exemplo de espírito público, Serra, dando provas de maleabilidade e modernidade, fez tudo isso através da mais atual das ferramentas da internet. Um jornalista da Jovem PAN enviou um twitt público destinado ao governador pedindo contato para uma entrevista ao vivo. Minutos depois Serra estava no ar, conforme se pode ouvir no link acima.

Agindo assim, o governador de São Paulo torna-se referência nos meios virtuais.

Apenas uma coisa me chateou enquanto eu acompanhava os comentários para o govs. Algumas pessoas, aproveitando-se do comportamento transparente e honesto do governador, escreveram textos incutindo-lhe responsabilidade pelo o apagão, fazendo-lhe cobranças absurdas. Não sei se fazem isso por ignorância política ou má-fé. Se for má-fé, é má-fé partidária. Não tem outra explicação.

Nenhum comentário: