quinta-feira, 8 de outubro de 2009

O PT reestatizando o que foi privatizado

Meu amigo Anônimo de Todo Dia, também comentarista do blog do Reinaldo, teceu em seu blog comentários sobre uma matéria da revista Exame desta quinzena que trata das relações da direção da Vale com Lula. As opiniões do meu amigo sobre o artigo são pertinentes e podem ser lidas aqui: http://oqueestamosfazendo.blogspot.com/2009/10/vale-e-do-pt.html

Reproduzo abaixo os trechos da matéria que o Anônimo resumiu em seu post:

"Poucos executivos tiveram mais motivos para se gabar de uma amizade estreita com o presidente Lula do que Roger Agnelli. Ao longo dos últimos anos, principalmente durante o segundo mandato de Lula, os dois alardearam camaradagem inúmeras vezes. Agnelli organizou reuniões para aproximar o empresariado do governo, de quem sempre foi um defensor. A crise mundial, porém, abalou o processo de expansão da Vale - e também os laços de amizade entre o presidente da república e Agnelli. Desde dezembro as broncas de Lula passaram a ser cada vez mais comuns. Nos últimos dois meses, o inconformismo do presidente chegou ao extremo - e ele decidiu tomar para si a prerrogativa de dizer onde, como e quando a Vale deve realizar seus investimentos. Lula declarou numa entrevista que o estado deve ter um papel indutor da economia e contou como persuadiu a Petrobrás a construir refinarias no nordeste. "A Vale entra nessa lógica minha", disse o presidente, num sinal evidente de que rpetende ter sobre a mineradora uma influência cada vez mais parecida com a que tem sobre as estatais. "Eu disse ao Roger que era pra gente ter começado a construir essas siderúrgicas no auge da crise", afirmou o presidente. Lula também se mostrou indignado com a compra que a Vale fez, na China, de 12 navios para o transporte de minério, um negócio de 1,6 bilhão de dólares. "Você vai comprar um pouco mais barato, mas está gerando emprego na China, reclamou Lula". Em sua defesa, a Vale argumenta que tentou fazer as encomendas no Brasil, mas não encontrou estaleiro capaz de atendê-las. Nos bastidores a movimentação do governo era ainda mais intensa. Em julho, o presidente pediu a ministros e auxiliares que estudassem o acordo de acionistas da Vale para tentar substituir Agnelli por alguém mais alinhado com o governo. A esses auxiliares Lula manifestou preferência pelo petista Sergio Rosa. Pelas regras do acordo de acionistas, para demovê-lo do cargo seria preciso conseguir, além do voto do fundo de pensão e do BNDES, o de um terceiro acionista. Nesse contexto, a oferda de 9 bilhões de reais feita em meados de agosto por Eike Batista pela participação da Bradespar na Vale caiu como uma luva para o jogo de nervos travado entre o governo e Agnelli. A amigos, Eike diz que conta com o apoio de Lula e da ministra Dilma. Para resistir a tanta pressão, Agnelli começou a pedir a políticos amigos que intercedessem a seu favor junto a Lula. Paralelamente, nos dias 14 e 15 de agosto, Agnelli e alguns de seus diretores ciceronearam o ministro da comunicação social, Franklin Martins, numa visita a operações e projetos sociais em Carajás. segundo a assessoria de imprensa de Martins, o ministro disse a agnelli que para acabar com o mal-estar bastava a empresa manter o compromisso de fazer, o mais rápido possível, as quatro usinas siderúrgicas prometidas ao presidente."

Matéria completa aqui.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Ainda as laranjas roubadas e o laranjal destruído

O caso (abaixo) é uma amostra do pensamento corrente: o de que os fins justificam os meios. Só isso explica que um ladrão de laranjas esteja preso e os que destruíram um laranjal sejam considerados heróis do movimento social.

A lógica é esta: se não há um fim de cunho coletivo e social que justifique um roubo, então é roubo; se há uma causa por trás do roubo, da morte, da destruição, do terror, do seqüestro, do caixa dois, então não é roubo, é ato de heroísmo.

É por isso que Tarso Genro defende Cesare Battisti. É por isso que Constituições (qualquer uma) são irrelevantes para chavistas.

A pergunta que o Brasil precisa fazer em 2010 é: entre a causa, por mais nobre que seja, e a lei, o que vem primeiro? Ao cabo, é a escolha entre a barbárie e a civilização. Mas há, juro, nos círculos acadêmicos quem não veja muita diferença entre uma coisa e outra.

Roubar laranjas ou destruir laranjais?

Polícia prende dois por furto de laranjas em fazenda invadida; MST nega participação


____

A gente defende que se roubem laranjas? É claro que não!
Mas é um absurdo que quem rouba laranjas mereça tratamento mais severo do que quem destrói um laranjal.
É isto: na cabeça de muita gente o crime pelo ideal é inimputável. É a metafísica do mensalão.

Cidade de Zeca Dirceu recebe o dobro de verba de SP

Essa é para arquivar:

Município de 20 mil habitantes administrado por filho do ex-ministro José Dirceu recebeu, proporcionalmente, mais recursos federais do que capital paulista desde 2008. Média também supera a do Rio e de cidades do mesmo porte no Paraná

Eduardo Militão

O município paranaense de 20 mil habitantes administrado pelo filho do ex-ministro José Dirceu (PT) recebeu, proporcionalmente, o dobro de verbas da União do que a maior cidade do país nos últimos dois anos. Mais também do que outras importantes capitais do país, como Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília, e do que municípios vizinhos do mesmo porte.

A cidade de Cruzeiro do Oeste, dirigida pelo prefeito José Carlos Becker de Oliveira e Silva, o Zeca Dirceu (PT), recebeu R$ 11,1 milhões da União entre 2008 e outubro deste ano. A conta exclui as transferências constitucionais obrigatórias, como o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e o Fundo da Educação Básica (Fundeb).

Desde o início do ano passado, o governo federal destinou R$ 552,85 por habitante no município do prefeito Zeca Dirceu. Nesse mesmo período, os repasses federais para cada um dos quase 11 milhões de habitantes de São Paulo ficaram em R$ 244,92. A média de Cruzeiro do Oeste também supera a registrada no Rio, que é de R$ 353,83, a de Brasília, R$ 537,85, e a de Belo Horizonte, R$ 524,69. Os dados fazem parte de levantamento feito peloCongresso em Foco no Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi).

Denúncia do MPF

Há quatro anos o Ministério Público Federal acusa José Dirceu, Zeca Dirceu e Waldomiro Diniz de usarem a estrutura do Palácio do Planalto para beneficiar prefeituras do noroeste do Paraná e patrocinarem um projeto político.

Dirceu diz que a denúncia é frágil, pois não foi aceita pela Justiça. Zeca nega a interferência do pai e afirma que conta com bons profissionais que aumentam a eficiência administrativa da cidade. Procurada pelo Congresso em Foco, a Presidência da República afirma que não há qualquer favorecimento a Cruzeiro do Oeste nas transferências de dinheiro da União para o município.

Vizinho pródigo

Proporcionalmente, Cruzeiro do Oeste também obtém mais verbas que a capital do Paraná. Curitiba, dirigida pelo oposicionista Beto Richa (PSDB), só recebeu R$ 484,79 por habitante no mesmo período. Entre as seis maiores cidades do estado, o município comandado por Zeca Dirceu só perde em desempenho de verbas recebidas para Maringá e Londrina, também dirigidas por prefeitos da base aliada do governo Lula.

Localizada no noroeste do Paraná, Cruzeiro do Oeste bate todos os municípios de sua região com população semelhante. Altônia, a 100 quilômetros de distância da cidade de Zeca Dirceu, também tem cerca de 20 mil habitantes, mas obteve apenas R$ 2,6 milhões da União do ano passado para cá. Quase um quarto do valor obtido pela cidade de Zeca Dirceu.

Loanda, a 120 quilômetros, conseguiu R$ 1,4 milhão para beneficiar os 19 mil moradores da localidade. Ubiratã ficou com R$ 983 mil para repartir entre os 21 mil habitantes do município situado a 150 quilômetros de Cruzeiro do Oeste.

Asfalto e calçamento

Entre as principais verbas recebidas pela cidade comandada por Zeca estão R$ 3,5 milhões que o Ministério das Cidades destinou no ano passado para obras de urbanização, como asfalto e calçamento. Outros R$ 26 mil foram para planos de habitação de interesse social, como casas populares.

Em 2008 e 2009, o Ministério do Turismo enviou R$ 568 mil para projetos de infra-estrutura turística. Ações para melhorar o saneamento básico receberam R$ 1 milhão do Ministério da Saúde do ano passado para cá. O programa Saúde da Família em Cruzeiro do Oeste foi agraciado com R$ 1,1 milhão desde 2008.

http://congressoemfoco.ig.com.br/cf/noticia.asp?cod_canal=21&cod_publicacao=30033

Gregos do meu coração

Recebi esta por e-mail:

Há uma forma de república (…) na qual o poder supremo não emana da Lei, mas da multidão, cujas reivindicações passam por cima da Lei. Pois nas repúblicas constitucionais, os melhores cidadãos ocupam os primeiros lugares, e não há espaço para demagogos mas onde a Lei não é suprema, os demagogos prosperam. Esse tipo de regime é uma degeneração da república, assim como a tirania é uma degeneração da monarquia. O espírito de ambas as degenerações é o mesmo. Os decretos da multidão se assemelham aos éditos do tirano e o demagogo que corteja o povo corresponde ao cortesão que bajula o ditador. (…) Os demagogos, submetendo as decisões políticas às assembléias populares, fazem que as vontades da multidão fiquem acima da Lei. E como o povo é conduzido pelos demagogos, estes se engrandecem. Se alguém não se conforma e recorre à Justiça, os demagogos dizem: "que o povo decida." E o povo aceita com prazer a incumbência. Desse modo as autoridades constituídas se desmoralizam. Essas democracias, na verdade, não têm Constituição pois onde a Lei não tem autoridade, não há Constituição. (Aristóteles, Política, livro IV, 4).


Beijomeligaaristóteles!

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Prêmios

Duas votações que considero bem importantes:

1.
http://www.premiocongressoemfoco.com.br

Para deputado é que a coisa tá meio difícil – mas peloamordedeus não vão me deixar o Gustavo Fruet, o Arthur Virgílio, o Álvaro Dias e o Demóstenes Torres de fora!


2.
http://info.abril.com.br/pesquisa/premioinfo2009.shl

É o Prêmio Info 2009. Metade das categorias eu nem soube escolher (não precisa responder tudo), mas a surpresa é que na categoria tuiteiro concorrem @marcelotas, @cardoso e… @joseserra_!
Tas é muito bacana, Cardoso pode ser especialista em informática, mas vão me perdoar: a surpresa do ano no Twitter é o governador Serra!

Parece que precisa de código do assinante para votar. Eu usei o da Veja e deu certo.

People, são duas votações bastante reconhecidas, vale a pena ir votar e não custa nada!

sábado, 3 de outubro de 2009

A escalada da corrupção

Segundo o site Transparência Internacional, o Brasil de 2008 é ainda mais corrupto do que o de 2007. A lista vai do menos corrupto para o mais corrupto.
Acompanhe a posição do Brasil de 1998 à 2008:

1998 –> 46º lugar
1999 –> 45º lugar
2000 –> 49º lugar
2001 –> 46º lugar
2002 –> 45º lugar
2003 –> 54º lugar
2004 –> 59º lugar
2005 –> 62º lugar
2006 –> 70º lugar
2007 –> 72º lugar
2008 –> 80º lugar

Ir do 45º ao 80º lugar na lista dos países menos corruptos do mundo é mais uma das coisas nunca antes vistas nestepaíz.

(Dica do Filipe Garcia)

Rio 2016

Perguntam se sou a favor.
Nem respondo.
Esta matéria e um comentário respondem por mim:

Comemoração vira boca-livre e balada em hotel em Copenhague
(…)
A comemoração teve bebida e comida liberada. Além de vinho, os convidados bebiam cerveja e piña colada.
(…)
A comemoração terminou em clima de baile funk e quase em briga. Um convidado queria entrar numa área restrita e foi contido por seguranças.

Eu só quero saber quem é que paga a conta.