quinta-feira, 11 de junho de 2009

No limite do cinismo

“E aí não tem santo. Quando somos oposição, incentivamos invasão. Mas, quando viramos governo, queremos responsabilizar alguém pelo problema. Todo mundo aqui já fez uma passeatinha ou uma marcha."

Lula, ontem, medindo os outros com a própria régua e nos explicando afinal porque a USP é tão infestada de gente que não gosta de estudar.

Um comentário:

Brasiliano disse...

Bom dia a todos.O pior de tudo é nao termos uma oposiçao que preste,que tenha um projeto,
que pense nos eleitores e brasileiros que sao muitos,aqueles como eu que nao aceita o lullismo como forma de representaçao politica.LuLLa ai esta por falta de visao e de projeto para os problemas do pais.Espero que apareça alguém com um projeto viavel.Eu mesmo tenho o meu,mas ai ja é outra historia.