sábado, 20 de junho de 2009

Explicando os posts abaixo para quem não twitta

Nesta noite Marcelo Tas, dono do perfil mais seguido do Twitter no Brasil, escreveu em seu microblog:

Olha a forma "democrática" como atuam os grevistas da USP. PM neles! http://migre.me/2yJY

O link direciona para um vídeo no Youtube que retrata a agressividade que os grevistas da USP usaram com aqueles que são contrários à greve.

Muita gente recebeu este texto, gostou e passou para frente, sempre dando o crédito ao Tas, em sinal de aprovação.

Mas quem tem opinião sobre as coisas e coragem para expô-las também expõe a si mesmo ao confronto de idéias. E é claro que algumas pessoas não gostaram da opinião do Tas. Só que não bastou aos discordantes declarar que discordavam. Não se contentaram em exercer a liberdade de ignorá-lo (em twittês, dar unfollow). Eles começaram uma campanha no Twitter para “isolar”, ou tentar diminuir a audiência do apresentador da Band.

O debate ficou acalorado e as atitudes das pessoas aclaradas. A audiência do Tas nem tchum, não mudou em quase nada, porque a “evasão” provocada pelos “democráticos” defensores da greve foi compensada pela nova audiência que o Tas ganhou por ter se posicionado. E agora a gente já ficou sabendo, conforme dão a entender os textos abaixo, quem afinal quer democracia da boca para fora (de preferência no megafone) e quem de fato quer vivê-la.

Nenhum comentário: