sábado, 30 de maio de 2009

Patrulhas e patrulhas

Pois é. Lá vou eu ter que escrever sobre esse bafafá em torno da revista em quadrinhos cheia de palavrões que o governo de São Paulo enviou para ser distribuída nas salas de leitura das escolas públicas.

Lógico que está errado. Lógico que está inadequado. E Serra concordou com isso quando deu esta excelente entrevista ao SPTV há alguns dias:

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1035271-7823-RESPONSAVEIS+POR+CARTILHAS+COM+CONTEUDO+IMPROPRIO+SERAO+PUNIDOS+DIZ+SERRA,00.html

Como o governador reagiu?
Primeiro chamou a responsabilidade para si, sem se omitir nem dizer que "foi traído" ou que "não sabia". Segundo deu esclarecimentos sobre as providências que a Secretaria de Educação já tinha tomado: recolheu todos os livros antes mesmo que eles tivessem chegado às mãos dos alunos. E terceiro prestou contas do prejuízo, felizmente muito pequeno, ao erário.

A entrevista foi tão esclarecedora e positiva que os entrevistadores, com toda a razão bastante descontentes no início, terminaram em bom clima e inclusive concordaram com o governador que o material era de mau gosto.

E aí o que os patrulheiros profissionais do governador fizeram? Disseram que o governador estava sendo hipócrita, que crianças eram rotineiramente expostas àquela linguagem mesmo dentro de casa durante um jogo de futebol, e que o Serra não tinha o direito de dizer que a revista era de mau gosto, porque ele é uma figura pública.

Ora, o que eles queriam? Que as revistas fossem deixadas nas salas de leitura? Que o governador não tivesse o direito de expressar sua opinião sobre a HQ?

Eu acho é muito engraçada esta patrulha ideológica e partidária que o governador Serra sofre. Se ele colocar uma vírgula fora de lugar (agora que tem Twitter, né?), é bem capaz que uma legião saia esparramando o link por aí para "provar" que o tucano é "analfa". Mas a mesma legião fica babando diante do presidente que se ufana de não gostar de ler. Descem a lenha nos Paraguais do material didático de São Paulo, mas silenciam diante da quilometral ignorância – se é que me entendem – do Apedeuta sobre as fronteiras brasileiras. Cobram que o Serra coloque medida nas palavras que usa para expressar até os gostos pessoais, porque afinal é uma figura pública, mas não cobram nada do presidente que fala "sifú" e "ponto G" diante de uma platéia cheia de estrangeiros (e o vexame não seria menor se fossem apenas brasileiros). Sem falar na história dos turcos, a vergonha mais fresquinha que os brasileiros passaram…

Em questão de políticas públicas, o livro tem que estar fora mesmo, e não há nada de hipócrita aí. Mas não acho certo ficar patrulhando quem fala ou deixa de falar palavrão, embora eu continue achando vulgar usá-lo ou fazer alusão a ele em discursos oficiais. De sua boca o dono que cuide, sobretudo se estiver dentro de um espaço privado. Agora, pior do que patrulha a quem fala palavrão só mesmo a patrulha que sofre quem diz, em público, que acha palavrão de mau gosto.
Desconfio que quem se joga no chão acusando a intransigência alheia deveria se olhar um pouco no espelho.

E, antes de terminar, é bom que eu diga que ainda tenho um pé atrás com relação às responsabilidades nesta história: falta esclarecer se o erro de classificação etária do livro foi da Secretaria de Educação ou da editora, que forneceu a listagem de publicações sugeridas por idade para a Secretaria.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Olhem bem nos meus olhinhos



Colunistas de opinião do meu coração.
Colunistas amados que são contratados pelas empresas de comunicação para darem… as suas OPINIÕES.

Cheguem aqui pertinho.
Olhem bem aqui nos meus olhos e digam com toda a sinceridade para mim e para todos os ouvintes, telespectadores e leitores, que como eu estão ávidos para saber o que vocês estão pensando:

VOCÊS ACHAM QUE O PSDB ESTÁ LIDERANDO A ABERTURA DESTA CPI PORQUE QUER PRIVATIZAR A PETROBRÁS?

SE O PSDB NÃO ESTÁ LIDERANDO A INSTALAÇÃO DA CPI PORQUE QUER PRIVATIZAR A PETROBRÁS, ENTÃO POR QUE O PT ESTÁ DIZENDO ISSO?

NÃO HÁ MOTIVO ALGUM ALÉM DE QUERER PRIVATIZAR A PETROBRÁS PARA INVESTIGÁ-LA? NÃO HÁ INDÍCIO ALGUM DE CORRUPÇÃO NA EMPRESA?

SE A PETROBRÁS FOSSE PRIVATIZADA, ISSO SERIA BOM OU RUIM PARA O PAÍS?

SE SERIA BOM, POR QUE NENHUM PARTIDO DEFENDE ESTA BANDEIRA?

SE INVESTIGAR UMA EMPRESA PÚBLICA SIGNIFICA FAZER MAL A ELA, NÃO FAZER MAIS INVESTIGAÇÕES TORNARIA O PAÍS MELHOR?

Mas, por favor, por favorzinho, não evitem nem fujam do assunto. Não digam que não sabem. Não digam que é preciso esperar o tempo passar para saber. Não se omitam de dar respostas diretas e claras como "sim" e "não". E, sobretudo, aqueles de vocês que nunca denunciaram a política rebaixada e nociva do PT enquanto ele ainda não era governo não demonizem agora a política aprendiz e responsável até demais da oposição.

Tudo o que eu peço são suas opiniões verdadeiras, não aquelas escamoteadas, curvilíeas, isentistas, com aspirações diplomáticas. Vocês não são os políticos. Vocês não têm que agradar todo mundo. Políticos é que têm que se preocupar em não desagradar ninguém. Vocês são contratados é para dizer seus pontos-de-vista, não para ficar de bem com o Brasil inteiro.

Será que estou pedindo demais?

---x---

Comentário adicionado depois das Meninas do Jô: justiça seja feita à Ana Maria Tahan, que respondeu minha primeira pergunta: "Não, a oposição não quer privatizar a Petrobras coisa nenhuma. Isso é tudo discurso do governo".

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Novidade na rede: Twitter do Serra

Amigos, agora a gente vai poder acompanhar bem de perto o dia-a-dia do Serra, suas preocupações políticas e suas idéias.

http://twitter.com/joseserra_

E, sim, acreditem: esse é verdadeiro, feito POR ELE MESMO, não por assessores como alguns e outros, se é que me entendem. Ele estará, se já não o fez, confirmando isso em entrevistas/vídeos.

Para quem achava que Serra tinha mentalidade "quadradinha", aposto que a ousadia do gesto surpreende. Serra está antenado em muito mais coisa do que a gente imagina…

Serra, Aécio e 3º mandato na Veja

Na coluna Radar (Lauro Jardim) desta semana:

Às mil maravilhas
Até segunda ordem, Aécio Neves e José Serra se acertaram. A distensão entre os dois é visível aos mais próximos. Dentro de duas semanas, a dupla vai ao Paraná participar de um encontro de tucanos. Em seguida, eles desembarcam no Ceará.

Terceiro mandato, não
Uma pesquisa indédita da consultoria Arko Advice com 167 deputados (de um total de 513) foi direto ao ponto: "Como o senhor votaria em uma propsota para permitir o terceiro mandato para Lula?". A esmagadora maioria de 79% cravou "não". O levantamento, feito na semana passada, ouviu 124 deputados governistas e 43 da oposição. Espera-se mesmo que o tema esteja sepultado.

Tempo cronometrado
O próximo programa de TV do PSDB que irá ao ar em julho, terá praticamente só dois políticos falando: José Serra e Aécio Neves. O tempo dos dois no vídeo será rigorosamente o mesmo.


Querem saber?
Acho que o acordo estava mesmo às vésperas e a petralhada (muitas vezes disfarçada de jornalismo), como percebeu o inevitável, resolveu precipitar as coisas, obrigando o PSDB a dar desmentidos públicos para dissipar mágoas aecistas.
Mas o artifício não vai dar certo, não. Porque, de fato, há muito aecista que vai ficar magoado. E quanto antes este acordo for assumido, mais tempo os magoados terão para lamberem suas feridas e ficarem prontos para ajudar Aécio a se eleger vice-presidente.

Serra + Aécio

Muita gente (e da maior credibilidade) está cogitando que a notícia abaixo partiu de agentes governistas com a intenção de acirrar os rachas dentro do PSDB e de impulsionar a tese do terceiro mandato para Lula dentro do PT.

Tudo isso é bastante verossímil. Tanto o acordo ser verdadeiro quanto ser espetáculo midiático para plantar a discórdia no partido.

Mas, pelas reações que li de ontem para hoje, parece-me que a notícia soou mais favorável ao PSDB do que ao PT. Se foi tudo coisa plantada pelo governismo, acabaram atirando no próprio pé: alguns aecistas ferrenhos começaram a amainar o discurso e a aceitar a idéia e houve até um certo entusiasmo e otimismo (os meus inclusos) para 2010 entre simpatizantes/militantes tucanos.

Quanto ao PT colocar a tese do terceiro mandato sobre a mesa, para falar a verdade, acho ótimo. Se tem uma coisa que iria fazer a classe média se mobilizar contra o PT é esta hipótese começar a ser levada a sério. Por enquanto estão todos quietos porque estão crentes que terceiro mandato está fora de cogitação.

domingo, 17 de maio de 2009

Será que agora vai?

É bom e importante demais para deixar esta notícia relegada a um updatezinho no Twitter:

Aécio fecha acordo para ser vice de Serra
KENNEDY ALENCAR
colunista da Folha Online

Os governadores de São Paulo, José Serra, e de Minas, Aécio Neves, fecharam um acordo para as eleições de 2010. O principal articulador foi o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.
Segundo integrantes da cúpula do PSDB, esse entendimento deverá ser anunciado em agosto ou setembro, enterrando a possibilidade de uma prévia entre os dois potenciais candidatos ao Palácio do Planalto. Por ora, haverá negativas, mas, nos bastidores, o acerto foi concluído.
Serra lidera as pesquisas. E terá 68 anos em outubro de 2010. Será sua última tentativa de conquistar a Presidência. Ele precisa do apoio de Minas, o segundo maior colégio eleitoral do país. Sem Aécio, Serra se enfraqueceria.
O governador paulista fará todos os gestos para dar a Aécio uma saída honrosa. Haverá um ritual de retirada da pré-candidatura mineira. Aécio terá holofotes e a palavra dada de Serra de que possuirá um pedaço importante do eventual governo federal.
Aécio resistia a ser vice, mas pesaram alguns conselhos de FHC e uma avaliação do governador mineiro sobre o atual quadro político. Em primeiro lugar, Serra tem mais cacife nas pesquisas. Dificilmente esse cenário mudaria até a hora da definição. Se Serra precisa de Aécio, Aécio precisaria de Serra para vencer.
FHC foi explícito numa conversa com o governador mineiro: uma eventual derrota para o PT poderia abrir a perspectiva de deixar o PSDB fora do poder central por 16 anos. Afinal, um presidente do atual campo governista poderia ser candidato à reeleição. O ex-presidente disse a Aécio que a eventual derrota tucana também seria debitada na conta dele. Falou claramente que ele seria cobrado.
O governador mineiro tinha a intenção de ser candidato ao Palácio do Planalto com respaldo informal de Lula. Mas o presidente da República deixou claro que o projeto Dilma Rousseff era para valer. A opção lulista pela ministra da Casa Civil enfraqueceu a possibilidade de Aécio contar com esse aval informal.
Por último, Aécio poderia desistir e ser candidato a senador. O atual estado do Senado mostra muito bem como anda a coisa por lá. José Sarney que o diga. O peemedebista acha que entrou numa fria. Um Aécio senador não seria presidente da Casa de forma fácil.
Melhor, aconselhou FHC, seria negociar com Serra uma fatia de poder real e o compromisso de acabar com a reeleição e instituir o mandato presidencial de cinco anos. Serra topou. Se vai entregar se ganhar a Presidência, são outros quinhentos.



Tudo se confirmando, não posso deixar de dar meus pulinhos de contentamento. Afinal, este é o pleito desta insone desde o final de 2006/início de 2007.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Jornalismo Fail

É, eu vou falar da CPI da Petrobrás. Na verdade, não exatamente sobre ela.

A questão é o discurso político do PT, especificamente da Ideli Salvatti, que defende a estatal dizendo que ela é uma empresa importante, grande, brasileira, de colocação internacional etc. e tal, usando estas coisas como argumento contra a abertura da CPI.

Até aí, nem me espanto. É o mesmo e velho PT de sempre tergiversando. Querem fazer a população crer que o PSDB é contra a Petrobrás e que vai privatizá-la se chegar à presidência, como Lula fez na campanha de 2006.

O problema é o jornalismo supostamente isento, mas que em verdade é isentista, que comprou o discurso político do PT como se fosse verdade! Foi exatamente o que a Cristiana Lobo fez ontem nas Meninas do Jô.

Ora, e quem aqui é contra a empresa? E quem da oposição é contra a Petrobrás? Digam-me: quem da oposição quer desmoralizar a Petrobrás?!

O PT definitivamente privatizou o Brasil. Para si. Investigar e acabar com a falcatrua petista numa estatal agora é atacá-la, é macular a imagem da empresa? Então os petistas podem fazer e acontecer lá dentro que, sendo uma grande empresa estatal, de peso mundial, ninguém pode investigar?

E depois a petralhada ainda vem reclamar do PPS, por causa do discurso que compara Lula a Collor por mexer na poupança! E aí o jornalismo não embarca, né? Aí vêm os técnicos e economistas dizer que é assim mesmo, que tem que mexer, que o PPS está só fazendo discurso político.

E o PT ainda reclama da "mídia golpista".

Torto, tá tudo torto.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Rancores vãos

Neste antigo post

http://brasileirainsone.blogspot.com/2008/08/minoria-por-minoria.html

um anônimo, provavelmente oriundo do Twitter, me deixou este comentário evidentemente rancoroso:

Cara, o preconceito está nos olhos dos outros? Vá estudar garota, já que a sua percepção não basta, vá estudar. Você é um retrato do senso comum mais rasteiro e a internet está potencializando isto. Por favor, tome cuidado com o que escreve. Isto te expõe demais. Poupe as pessoas de uma opinião tão raza sobre o assunto. E não exponha a imagem dos teus pais e avós para chegar a uma conclusão tão imbecil. Eles não merecem isto. E veja se não publica esse comentário, ou se publicar automático, apague, senão é mais exposição ainda.

Pergunto-me se é necessário comentar alguma coisa.
Talvez não, mas é irresistível.

Não, eu não acho que eu tenha estudado o suficiente: sei o tamanho das minhas enormes zonas cinzentas. Vou estudar sim, sempre, e não preciso do seu conselho para fazer isso. Só vou ter o cuidado de escolher livros diferentes dos seus, já que os seus ensinam a escrever rasas com Z.

Mas eu compreendo os motivos de tanta raiva. Há neste país quem o deseje dividido apenas entre brancos maus e exploradores e negros oprimidos e vitimados.
Acontece que eu não pertenço a nenhuma das duas classes. Acontece que a realidade brasileira em sua imensa maioria é miscigenada como eu. Acontece que brancos e negros – ou mesmo indígenas – puros são a minoria dos brasileiros, FELIZMENTE. E isso incomoda. É que a miscigenação não interessa a determinados grupelhos militantes que querem usar causas supostamente sociais como instrumento de alpinismo político.

Quem de verdade quer separar a sociedade brasileira em negros e brancos não sou eu, não. Eu quero é que não existam brancos, negros, amarelos. Quero acabar com a raça. Quero que existam apenas brasileiros. Todos com direitos iguais e iguais perante a lei. Garantida a igualdade de condições de competição (escola de qualidade, saneamento e saúde), desejo apenas que o mérito de cada um os faça financeiramente diferentes. Mas não a raça. Nunca sobretudo a raça.

terça-feira, 12 de maio de 2009

De política e carne vemelha

Quando repetem aquela frase que já virou clichê que diz que a política está na roupa que vestimos, no calçado que calçamos e na comida que comemos, quase sempre me lembro deste caso da carne vermelha.

Antes de continuar, dois avisos:
- este texto não foi escrito para convencer ninguém a comer ou deixar de comer qualquer coisa. O que ingerimos é uma escolha individual e ninguém tem o direito de interferir nisso.
- não leia este texto imediatamente antes ou depois de ter feito uma refeição.

Amigos já sabem que eu não como carne vermelha há pelo menos 8 anos (e só permaneço ingerindo frango e peixe para não me tornar uma pessoa insociável). Há muitos motivos para isso, mas eu diria que o principal é de ordem espiritual: acredito que a alimentação carnívora é incompatível com a atividade intelectualizada do homem moderno, não obstante a existência dos nossos caninos. Ademais, filosoficamente, não consigo entender como "comida" o corpo morto de animais, ainda que fresco. Um dos motivos mais fortes, entretanto, foi o que, mais um vez, me deixou possessa há algumas horas atrás.

Como entendo que estas são questões de ordem individual, compro e preparo carne bovina para meu marido. E foi o que fiz hoje, gastando duas horas de forno para assar uma costela.
Como tem acontecido com freqüênia pelo menos desde 2001, sentimos um odor repugnante durante a preparação da carne, quando é submetida a temperaturas mais altas. É como se o derretimento da gordura revelasse um cheiro semelhante ao da carne suína ou de fígado de boi. E o gosto também fica alterado.

Já nos debatemos atrás de melhores fornecedores, peregrinando por vários mercados e açougues da cidade, dos melhores aos piores. E, no entanto, continua nos sendo impossível prever quando a carne vai apresentar esta característica e quando não vai, já que ela é imperceptível na carne crua.

Conversando com açougueiros e pesquisando na internet, finalmente descobrimos a origem do cheiro que deixa a carne intragável aos paladares e olfatos mais sensíveis: a alimentação dos bois durante o período de confinamento.

Alguns produtores colocam cama de frango e/ou caroços de algodão de safras anteriores, cuja gordura já ficou rançosa, na ração dos animais em confinamento, para barateá-la. Para quem não sabe, cama de frango é o resultado da produção industrial de frango, e é composta por penas, restos de carcaças e fezes destes animais. A região onde vivemos quase não tem produção de algodão, e transportar os caroços para cá acarretaria num custo que não resultaria em barateamento. Mas o Paraná e Santa Catarina são grandes produtores de frangos.

Usar cama de frango na alimentação bovina foi proibido no Brasil desde 2004, conforme noticia o Estadão (leia, porque a notícia é importante):
http://www.estado.com.br/suplementos/agri/2007/05/30/agri-1.93.1.20070530.17.1.xml

Mesmo assim continuamos sentindo este cheiro intragável na preparação da carne, pelo menos 1 em cada 3 vezes. Duas horas de serviço e gás e pelo menos 30 reais jogados pela janela, sem falar na gasolina para ir buscar a carne de um fornecedor melhor. Tudo isso para não me deixar esquecer a desgraça que é viver num país que é uma farsa jurídica e que só não desmorona porque quase todos são mesmo muito distraídos ou alienados.

PS
Leia também esta troca de mensagens entre produtores de gado no yahoogroups:
http://www.mail-archive.com/bufalos@yahoogrupos.com.br/msg01028.html