quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Ainda educação – nunca antes neste país…

… descemos tanto! (E este post tem tudo a ver com o anterior.)

Brasil cai no ranking de educação da Unesco
País está na 76ª posição no índice que mede progressos na conquista de metas.
À frente estão, por exemplo, a Bolívia, o Paraguai e o Equador. O Brasil caiu quatro posições no ranking de educação da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco). (…)


http://g1.globo.com/Noticias/Vestibular/0,,MUL198885-5604,00.html

Enquanto isso, tome mais propaganda do PDE e do Prouni na televisão…

Aí vêm os patrulheiros petistas fazer seu trabalho para cima de mim:

"Ah, porque o problema da educação brasileira não está diretamente ligado ao Governo Federal, que vem sim aumentando o investimento em educação, principalemte no ensino técnico e no ensino superior. O problema está na base da educação e os governos estaduais e municipais são falhos neste sentido…"

Pois eu acho é muito engraçado. Quando são benesses, o crédito é do Lula, não é? Quando é pepino, a responsabilidade é dos governos estaduais e municipais, não é?

Se a economia vai bem, o mérito é do Lula (mesmo que ele não tenha feito ABSOLUTAMENTE NADA e apenas tenha mantido as diretrizes da política econômica dos governos FHC). Quando pipocam números ruins, a culpa é da crise econômica… Estes patrulheiros petistas não se envegonham de fazer tanto contorcionismo argumentativo, não?

O pior de tudo é que este degringolamento na educação é responsabilidade do governo federal SIM. A educação brasileira sempre foi capenga, mas vinha melhorando de pouquinho em pouquinho a cada ano, desde antes dos governos FHC. A piora citada pela reportagem deu-se em cidades específicas? Deu-se em estados específicos? Deu-se ao menos numa região específica do país? Não, né? A piora foi generalizada! Por um acaso todos os administradores municipais e estaduais fizeram um conluio macabro para, ao mesmo tempo, todo mundo prejudicar a educação?

E por algum acaso não existem projetos educacionais de caráter nacional, diretrizes educacionais ou planos de metas que são determinadas pelo governo federal, ou a escolha de material didático não recebe orientação de Brasília? Por algum acaso o governo federal repassa verbas e dá de ombros, sem ter o direito e a obrigação de saber o que está sendo feito com elas?

E mais: se houve um aumento generalizado da corrupção e desvio de verbas que deveriam ir para a educação em todo o país, bem, isso não é de se estranhar. O exemplo sempre vem de cima.

Mas eu tenho a convicção de que o principal problema da educação no Brasil não é nem questão de verba ou falta dela. A questão é ideológica. A questão é ensinar a "pensar criticamente" (como "criticamente" leia-se "conforme a cartilha do Tio Marx") , mas não ensinar nada de matemática e língua portuguesa. Canso – canso! – de ver alunos recém saídos do ensino fundamental, e não só de escolas públicas, que não sabem isolar uma variável numa eqüação ou construir uma frase, mas sabem explicar conflito de classes e mais-valia que é uma beleza! Estes alunos entram em universidades por cotas e Prouni (não sem antes serem devidamente selecionados por suas redações engajadas), e depois estarão nas salas de aula, ensinando os outros a fazer o que não sabem que não sabem, ou seja, a pensar criticamente.

Outro coração do entrave da nossa educação, mas que não deixa de ter relação com o que acabei de escrever, está nas pessoas que defendem que todos os professores devem ganhar o mesmo salário (como a Apeoesp, por exemplo), independente de ter produzido mais ou menos. As pessoas que são contra o mérito e a favor de um igualitarismo artificial nivelam a educação por baixo. Cada vez mais por baixo, como aponta o ranking de educação da Unesco.

E tudo isso, sim, tem relação direta com Lula, com o governo federal, com o PT e com a esquerda e seu marxismo escolar.

6 comentários:

Laguardia disse...

Não sou jornalista nem escrito. Se quer escrevo bem. Sou aposentado. Meu imposto de renda é retido na fonte pelo INSS. Já nosso querido apedeuta tem sua receita de INSS como anistiado político acima do teto do INSS livre de IR.
Minha forma de lutar contra os desmandados implantados por este governo corrupto no Brasil é através de um blog http://brasillivreedemocrata.blogspot.com/
Gostaria de contar com a presença e dos comentários das pessoas de bem que não se conformam com a desonestidade, a falta de ética e a corrupção em nosso governo.
Um grande abraço
Laguardia

Tibiriçá Ramaglio disse...

Vamos barrar a entrada da Venezuela no Mercosul

Diz um grande pensador inglês, Edmund Burke, que "o mal triunfa, quando os homens de bem nada fazem". Pois bem, façamos algo para evitar o triunfo do mal, até porque o custo disso será o simples envio de um email.

Nas próximas semanas, o Senado Federal deverá decidir sobre a entrada ou não da Venezuela no Mercosul. Como ficou comprovado com o pleito de domingo, a Venezuela é uma falsa democracia que caminha rapidamente para se transformar numa ditadura escancarada. Logo, ela não deve entrar para o Mercosul, cujo estatuto contempla uma cláusula democrática, isto é, só democracias podem fazer parte do Mercosul.

O governo Lula tem se empenhado para burlar a cláusula democrática e facultar o ingresso da Venezuela de Chavez para a entidade. O Senado federal tem poder para impedir que isso ocorra e Sarney, o presidente do Senado, prometeu se empenhar para barrar as pretensões venezuelanas. Vamos pressionar Sarney e mostrar que somos democratas?

Envie para ele (sarney@senado.gov.br) o seguinte email, assine e aponha seu RG:

Exmo. Senador José Sarney,
Presidente do Senado Federal

Nas próximas semanas, nosso Senado deverá tomar uma decisão da maior relevância: a entrada ou não da Venezuela no Mercosul.

Como bem sabe V. Excia., o Tratado do Mercosul contempla uma cláusula democrática, que impede a entrada de países que não respeitem a democracia -- o que é evidentemente do caso da Venezuela sob Chavez.

Sob seu comando, o Senado não deve fugir à responsabilidade de evitar que a cláusula democrática seja burlada. Deve dizer NÃO a Chavez, o que significa dizer sim ao povo venezuelano, aos povos latino-americanos e, principalmente, à democracia.

Como cidadão brasileiro, conto com o empenho de V. Excia. nesse sentido.

Saudações democráticas.

Paulo Tamburro disse...

Sou,também(por enquanto)professor universitário há 19 anos.

Há mais de mil anos eu escuto,leio e ouço discursos, programas, projetos, enfim planos salvadores. sobre a educação.

Eles sempre,terminam no meio.

A moda agora aqui no Rio de Janerio é aluno, unido a grupo de traficantes , assumirem
o comando das salas de aulas e ditarem , estes sim,seus planos, projetos e programas que nunca , terminam pela metade.

É por isso que meu negócio é humor.

Espero que você me visite, para que possamos, entrar em outros planos existenciais mais interessantes e sérios

O resto , é uma grande brincadeira.

Um abração!

Minhas idéias disse...

A maior alavanca de crescimento de um país é a educação.
Não sou da área mas na minha modéstia opinião de leigo deveria-se atuar principalmente em 2 frentes:
1-reforma da grade curricular que me parece desatualizada e impregnada por ideologia esquerdista.
2- Investir em recursos humanos através do aprimoramento profissional.
Construir escolas é o mais fácil.
Mas o que vemos é a valorização inversa.Se dá valor ao fato de nosso presidente não ter estudo como se isso fosse algo positivo.
É o exemplo do povo.

Beto - João Humberto Venturini disse...

Quanta asneira!!! Típico dos poodles direitóides seguidores da besta-mor Reinaldo Azevedo. Educação não é tema q vcs conseguem entender, pois vcs não tem a mínima noção do pé q está. Aqui no estado de São Paulo, a educação esta cada vez pior não por causa dos professores, mas devido a política ineficiente tucana. Alguem acha q com um salário de cerca R$1.500 (isso os professores q tem carga completa) dá pra sobreviver em uma cidade como São Paulo? Quem tiver familia pra sustentar tem q ter no mínimo outro emprego pra conseguir ganhar um pouco mais. Vcs estão longe da realidade e são uns alienados paranóicos q ainda pensam q tudo é uma conspiração pra instalar o comunismo!!! Q medo!!

DEFER disse...

Vixe maria, discordar faz parte, discutir eleva o pensamento, mas...
Quanta abobrinha!
Pergunte a qualquer professor universitário em que governo houve o sucateamento das Universidades Federais. Veja em quais governos estaduais residem os menores índices É SIM, POR FORÇA DE LEI, RESPONSABILIDADE DOS MUNICIPAIS E GOVERNOS ESTADUAIS. Desafio a qualquer frequentador ou o própio blogueiro a mostrar os seguintes numeros nos dois governos PSDB / PT:

EDUCAÇÃO, ECONOMIA, SANEAMENTO, DESIGUALDADE SOCIAL, EMPREGOS.

NUMEROS, DADOS OFICIAIS DOS INSTITUTOS: IPEA, FEBRABAN, CNT, IBGE.