sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Lula, o estadista sifú

Se alguém tivesse me contado, e eu não tivesse visto, não acreditaria:

http://www.youtube.com/watch?v=vpv9yJxmjp8

E que não passe despercebido o impulso irrefreado da choldra de alterar a história e passá-la a limpo, é claro, conforme sua ótica. Não, o som não estava "inaudível", mas quem sabe um dia as pessoas se esqueçam do que viram e ouviram e finalmente o mundo seja convencido de que Lula foi um estadista, não é? Se não fosse o youtube bem que isso estaria passível de acontecer mesmo…

Não bastasse, no mesmo dia Lula também se disse discordante do discurso "politicamente correto". Ah é, é? Olha só quem fala! Logo quem só existe como conseqüência direta do politicamente correto! Se não fosse o medo das pessoas, e principalmente do jornalismo, de serem chamadas de preconceituosas ou de elitistas, Lula jamais estaria na presidência.

Lula só é o que é porque não sabe ser diferente – portanto não tem postura para ser presidente – ou porque não tem o mínimo apreço pela instituição que representa, pois não entende o que ela significa.

E ainda faltam dois anos.

Que saudades de FHC.

Um comentário:

Fernando Sampaio disse...

Entre sifu e top-top, o país vai pro buraco e o povo aplaude...
Saudades mesmo de FHC.