sábado, 29 de março de 2008

Mais uma de quarta-feira

Também na quarta-feira, o Jornal Nacional exibiu a terceira reportagem da série sobre sobre projetos bem-sucedidos na educação com o uso da criatividade.

No vídeo (aqui: http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM808087-7823-EDUCACAO+NO+BRASIL+CRIATIVIDADE+ESTIMULANDO+O+APRENDIZADO,00.html ), aos 3 minutos e 57 segundos, Fátima Bernardes faz uma errata:

"Na primeira delas [da série de reportagens], na segunda-feira, o Jornal Nacional se referiu a Brazlândia como uma região pobre e violenta do Distrito Federal. Nós erramos. Na verdade, os índices de violência em Brazlândia não justificam essa qualificação."

Mais uma prova de que:
1) Pobreza não é causa da violência;
2) Bandido não é vítima social;
3) O jornalismo brasileiro, esquerdista em sua maioria, é na verdade PRECONCEITUOSO com os pobres em geral, apregoando a eles por antecipação a propriedade de "violentos", só porque são pobres.

4 comentários:

barb michelen disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
CAntonio disse...

Dami,

Quando querem, mostram ações positivas.
Mas o normal é o escracho e muita, muita mesmo, badalação ao governante de plantão.


SDs.

ALlan disse...

Olá,
legal vc colocar na comunidade do Reinaldo Azevedo tópicos importantes do livro a Arte da Política.
Bem está convidada a conhecer meu blog também. Parabéns pelo trabalho.
http://blogdoeconomista.blogspot.com/

ALlan disse...

Mais uma coisa.
conheço Brazlândia e quando no JN falaram que lá era pobre e violento achei estranho.
Lá é longe do centro de Brasília, uns 50 Km, mas é um lugar bonito, com ares de interior. Quando vi a correção achei engraçado...hehe