sábado, 29 de março de 2008

Ninguém merece

O (des)governo Lula conseguiu até o milagre de despertar nos brasileiros conscientes uma inveja do povo argentino: http://www.estadao.com.br/internacional/not_int146650,0.htm

E no Brasil, o que acontece? Lula tem uma aprovação recorde, de 60 e não sei quantos por cento.

Brasileiro é mesmo muito panaca! Brasileiro é mesmo muito imediatista! Brasileiro é mesmo muito materialista!

Nosso povo mede os governos apenas com as réguas do bolso e do tempo. Pouco importa se moralmente os exemplos que vêm de cima implodem o país. Pouco importa se as instituições desmoronam a olhos vistos, minando os sustentáculos da democracia. Importa é que a economia vá bem e que se possa trocar de geladeira.

A conta simplista que é feita é a seguinte: o Brasil passou um período difícil e o presidente era FHC. Agora que há bonança, Lula é presidente. Conclusão a que chegam os bucéfalos: FHC foi mau presidente e Lula é um bom presidente.

Será que não dá pelo menos para se perguntarem O QUE É QUE fazia o país andar tão mal antes e "tão bem" (isso é muito relativo: bem em relação ao nosso passado, mas não em relação ao resto do mundo) agora?

Será que não dá para avaliar as coisas sem paixão? Será que não dá para entender que Lula não fez ABSOLUTAMENTE NADA além de ter jogado fora tudo aquilo que pregava e seguido com ainda mais rigor a mesma cartilha contra a qual ele vociferava? Será que é tão difícil de ver que os maus tempos que passamos foram justamente o acerto de contas e os ajustes fiscais necessários para domar a inflação, justamente o que faz o Brasil hoje estar tão melhor do que já esteve?

Há poucas coisas que eu tolero menos do que raciocínio raso.

Nenhum comentário: