quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Governo tem sua primeira derrota importante no Senado

Estou muito satisfeita e aliviada, pois a CPMF não foi renovada - 45 (número "cabalístico"!) votos a favor e 34 contra. O governo precisava de 49 votos.

De agora em diante o PSDB e o DEM que se preparem, porque o Lula vai bater em vocês. Vai colocar a culpa na oposição (embora a responsabilidade mesmo tenha sido da base aliada, já que o governo adotou uma política de negociação desastrosa). Vai se jogar no chão e se fazer de vítima.

Vai fazer isso todo santo dia, demonizando um a um os senadores tucanos. E vai sobrar pros governadores também.

Pois, se querem saber, acho isso ótimo. Porque finalmente o jogo vai endurecer e os tucanos serão obrigados a entrar na guerra, como gatos acuados. Se os governadores não quiserem abrir o bico, tudo bem. Mas o PSDB, como partido, vai ter que partir para a argumentação. Se o PSDB não reagir nem nesta situação, ele acabou. Morreu e esqueceram de nos avisar. Enterrem.

E é tão fácil desmentir o chororô do Lula. É fácil desmontar todo o teatro dele. Mais do que o fim da CPMF, a grande vitória da noite de hoje é que agora é que a oposição vai começar, porque ela estará obrigada a entrar na guerra contra o PT, defender a verdade para defender a si mesmo, defender o que é certo para sobreviver, e não ficar correndo atrás de um adesismo por causa da alta popularidade do Lula. O que a gente quer é que o PSDB comece a argumentar e a explicar as coisas para a população, para ver se aí as pessoas enxergam a verdade sobre este (des)governo.

A maior vantagem do fim da CPMF é iniciar no país um verdadeiro confronto de idéias. Colocar na mesa o que defende um lado e o que defende o outro. Às claras. Não tenho dúvidas de que a razão, pode demorar um pouco (há tempo suficiente até 2010), irá vencer. E o Brasil vai ganhar.

Nenhum comentário: