quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Pragmatismo e Diferenças entre PSDB e PT

Este post serve apenas para arquivar, sobre esse assunto, os seguintes links:

http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/2007/08/duas-ou-trs-coisas-que-eu-sei-sobre.html
http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/2007/08/cuidado-com-o-petralhismo-involuntrio.html
http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/2007/08/poltica.html
http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/2007/08/idealismos.html

E reitero:

É verdade que FHC não foi perfeito. Ninguém o seria. Mas eu quero viver o suficiente para ver a história ser escrita com justiça, e o nome dele alçado aos poucos (creio que o único, na verdade) estadistas que nosso país já teve. Ele fez a coisa certa, e a fez enfrentando a desaprovação de muitos setores. Não fraquejou quando a responsabilidade e o comprometimento com o país o chamou, e preferiu os benefícios de longo prazo às facilidades populistas, mesmo enfrentando as conseqüências de uma oposição irresponsável obcecada por chegar ao poder. FHC não teve medo dos julgamentos do momento, pois governou com a perspectiva de deixar o legado correto. Por isso FHC é, sim, o avesso de Lula, que por vaidade (esse sim, vaidoso!) e acovardamento prefere adoçar a boca do povo e de sua militância, envenenando o futuro e disperdiçando oportunidades de corrigir o presente.

Nenhum comentário: