sábado, 4 de agosto de 2007

Passeata da Grande Vaia em Curitiba

O movimento em Curitiba foi muito expressivo e carregado de indignação. Contou com a presença de cerca de mil pessoas e ganhou muita simpatia entre os carros que paravam nas ruas para dar vez à passeata. As pessoas presentes demostraram pacificamente suas insatisfações principalmente contra o governo federal e o presidente, revezando-se espontaneamente em um microfone alugado. O começo foi tímido, mas depois houve até fila de gente esperando a vez para colocar a sua indignação para fora no microfone.
Não haviam partidos políticos ou entidades representativas organizando o movimento, mas a participação de alguns integrantes do "menosgoverno.org" colaborou para diminuir a timidez geral.
As pessoas começaram a se reunir por volta das 14 horas na "Boca Maldita", trajando preto e algumas usando nariz de palhaço. Discursaram contra a esquerdopatia, contra o aparelhamento do estado, contra a incompetência, corrupção e omissão do governo federal e sua indiferença em relação à classe média, contra os desmandos do governo estadual e contra Renan Calheiros, além de pedir o fim da CPMF e da imunidade parlamentar, entre outros temas. Um dos manifestantes trajava uma camiseta rota com os dizeres: "300 anos de escravatura, 30 anos de ditadura, 4 anos de merda pura".
Com apitos, buzinas, vaias e cartazes que diziam "Fora Lula", "Lula você não me engana", "Quem tem boca vaia Lula", "Gozou, Marta?" etc. o grupo saiu em caminhada até o Centro Cívico, onde se concentram os poderes políticos do estado.
Durante a caminhada podiam ser ouvidos gritos de ordem como "fora Lula", "político ladrão, teu lugar é na prisão", "Lula, ladrão, teu lugar é na prisão", "Lula, o pai do mensalão", além de muita vaia e músicas como "vergonha, vergonha... Lula sem vergonha!". O grupo também cantou, durante a caminhada, duas vezes o Hino Nacional. Quando chegaram em frente ao Palácio Iguaçu, as pessoas fizeram um minuto de silêncio em homenagem aos mortos no acidente da TAM e cantaram pela terceira vez o Hino Nacional.
A imprensa escrita estava presente e a CBN fez uma inserção ao vivo, mas o notíciário da RPCTV (afiliada da Rede Globo) não apresentou absolutamente nada.

Nenhum comentário: